terça-feira, 15 de Junho de 2010

« A viagem da lingua Portuguesa pelo mundo»

A VIAGEM DA LÍNGUA PORTUGUESA NO MUNDO




A ORIGEM DA LÍNGUA PORTUGUESA

A língua Portuguesa é uma língua que deriva do latim, sendo uma língua românica.
O Português deriva do chamado latim vulgar, por ser um latim que era falado pelos soldados romanos, pelos mercadores e pelos colonos, quando ocuparam a Península Ibérica.
Antes da Romanização, falava-se outras línguas, como era o caso do Celta, das quais transitaram vários termos para o latim como é o caso das palavras camisa, cerveja, carro, entre outras, a que damos o nome de substrato celta.
Um outro período que contribui para a evolução da nossa língua inicia-se quando os Bárbaros vencem os Romanos. Sendo a civilização germânica inferior aos vencidos acabam por adoptar a sua língua, mas introduzem palavras suas como é o caso de guerra, casa, raça, Afonso, entre outras. A este período dá-se o nome de superstrato germânico.
No século VIII, a Península sofre a invasão dos árabes, tendo os povos Cristãos passado a habitar o Norte da Península. Como os Árabes permaneceram por cá vários séculos, acabaram por deixar o seu cunho no Português, tal como se pode constatar nas palavras alambique, alecrim, alqueire, entre outras. A isso dá-se o nome de superstrato árabe.
Devido a todos estes acontecimentos, podemos dizer que quando Portugal nasceu como nação, em 1143, falava-se uma língua diferente do Latim no Norte da Península Ibérica a que chamamos Galaico-Português. Com a independência do Condado Portucalense essa língua evolui de forma diferente em Portugal e na Galiza.
Estamos então em condições de dizer que o português nasce no século XIII, pela mão de D. Dinis quando legislou que todos os livros e documentos passassem a ser escritos em português, sendo o mais antigo texto escrito em português o testamento de D. Afonso II e data de 1214.


CAUSAS DA DISPERSÃO DO PORTUGUÊS PELO MUNDO



As causas da dispersão da língua Portuguesa pelo mundo estão relacionadas com a Expansão Portuguesa através dos chamados descobrimentos. O idioma começou a ser espalhado pelo mundo a partir dos séculos XV e XVI através da expansão do império colonial Português. Esse império estendeu-se a África, à América e à Ásia. Essa expansão, que devia a sua razão ao comércio e à divulgação da fé Cristã, fez com que as pessoas que residiam nessas regiões passassem a adoptar o Português como língua.
O Português é a língua oficial em Portugal, Brasil, Angola, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Timor-leste, Guiné-Bissau e Macau e Cabo Verde, sendo também falada nos antigos territórios da Índia Portuguesa (Goa, Damão, Ilha de Angediva, Simbor, Gogolá, Diu, Dadrá e Nagar-Aveli). Na Ásia falava-se em pequenas comunidades como Malaca, na Malásia e em África Oriental na actual Tanzânia, mais precisamente no reino de Zanzibar. Com a forte emigração dos Portugueses no começo do século XX e nos anos 1960, a difusão da língua portuguesa sofreu novo impulso, passando a ser falada noutros países. Essas grandes comunidades ainda hoje existem no Luxemburgo, em França, na África do Sul e no Canadá, havendo outros exemplos.
Hoje em dia existem cerca de 260 milhões de falantes de português que é, como língua nativa, a quinta mais falada no mundo sendo a língua europeia mais falada no hemisfério sul, devido ao Brasil e sendo a terceira mais falada no mundo ocidental.







REGIÃO ONDE SE FALA O PORTUGÊS





No Brasil fala-se um português diferente, ao qual se dá o nome de Português brasileiro ou português do Brasil. Essa variante da língua portuguesa é falada pelo menos por 191 milhões de brasileiros que vivem dentro e fora do Brasil, sendo essa a forma do português mais falada, lida e escrita do mundo.
Desde 1945, existem duas normas ortográficas para o português, uma no Brasil e uma outra para os restantes países lusófonos. No Brasil, as consoantes mudas deixaram de existir enquanto nos restantes países se continuam a utilizar, como é o caso das palavras:
Português europeu: acção, contacto, óptimo, entre outras.
Português brasileiro: açao, contato, otimo, entre outras.
Com a implementação do acordo ortográfico em 1990, essas consoantes também serão retiradas da escrita do Português europeu, passando a existir apenas um pequeno número de palavras com ortografia dupla como é o caso de recepção, facto. O acordo ortográfico de 2009 também veio originar o desaparecimento do trema no Português brasileiro, que antigamente se utilizava para assinalar a letra «u», nas combinações «qui», «guê» entre outros, passando a utilizar-se apenas em nomes próprios e derivados, Müller, entre outros. Até 2012 vai existir um período de adaptação continuando em vigor o acordo ortográfico de 2009, assim como o formulário de 1943.
O português do Brasil sofreu grandes mudanças em relação ao nosso devido a ser um país muito grande e a ter sofrido grandes influências de comunidades emigrantes como é o caso dos Espanhóis, dos Italianos, de países de origem africana, países da Europa do Norte, influências da América do Norte e dos próprios nativos do país, os índios.



REFLEXÃO PESSOAL SOBRE A IMPORTÂNCIA DA DISSEMINAÇÃO DA LÍNGUA PORTUGUESA




Eu penso que os governos dos denominados PALOP estão no bom caminho na defesa da língua portuguesa. O acordo ortográfico feito por estes países veio beneficiar a língua Portuguesa.
Eu ouvi em algum noticiário que a presença da nossa língua em alguns países africanos estava sujeita a perder-se se não fosse feito algo. No caso de Moçambique, que aderiu à denominada COMMONWEALTH, o que faria com que esse país um dia mais tarde passasse a adoptar a língua inglesa. No caso de Timor-leste como se encontra muito longe do nosso país e perto de uma potência, no caso a Austrália, também poderia vir a perder o português como língua, o mesmo se passando com a Guiné-Bissau, que é uma região muito influenciada pela francofonia.
Acho que o nosso país ganhou muito com isso porque sendo a língua de onde derivam grande parte dessas novas maneiras de falar, passou a ser falado mundialmente.
Como o Brasil é um país muito grande, também faz com que a nossa língua passe a ser uma das mais faladas do mundo. Se um dia o Brasil passar a ser um país com assento nas NAÇÕES UNIDAS passamos a ouvir falar o Português com muito mais frequência como acontece hoje em dia no Vaticano.
Tudo isto fará com que a língua Portuguesa não passe a ser uma língua morta como virá a acontecer com muitas outras.


LUIS CAETANO ROCHA RAMALHÃO

2/07/2010

Sem comentários:

Enviar um comentário